Pesquisar
Close this search box.

51a edição do Circular chega em clima junino

Neste domingo, 2 de junho, a 51ª edição do projeto Circular Campina Cidade Velha promove diversas atividades no centro histórico de Belém, passando pelos bairros da Campina, Cidade Velha e Reduto. Com mais de 20 espaços culturais de diversas vertentes, a programação se estende das 8h às 20h, proporcionando um dia inteiro de celebração à memória e à herança cultural da cidade. O projeto é realizado com patrocínio do banco da Amazônia e Governo Federal, via Edital de Patrocínio.

O Circular Campina Cidade Velha, conhecido por promover a revitalização e valorização do centro histórico de Belém, apresenta uma edição festiva que destaca a importância da preservação cultural e patrimonial das festas juninas. Nesta edição especial, além de exposições de arte, apresentações musicais, performances e visitas guiadas.

Há mais de 10 anos, o projeto vem promovendo o engajamento da comunidade local com o patrimônio cultural, e também atraindo visitantes e turistas interessados em sustentabilidade e arte colaborativa. A iniciativa visa, além disso, incentivar a economia criativa local, proporcionando visibilidade aos artistas e produtores culturais da região, além de revitalizar e promover o centro histórico de Belém, incentivando o turismo cultural e a valorização do patrimônio histórico da cidade.

Através de edições periódicas, o projeto cria uma rede colaborativa entre espaços culturais, artistas e a comunidade, oferecendo uma programação diversificada e acessível a todos. A seguir, confira um pouco do que vai rolar neste domingo.

A programação completa e os detalhes sobre os espaços participantes podem ser acessados no site oficial do projeto e nas redes sociais. O projeto é realizado com patrocínio do banco da Amazônia e Governo Federal, via Edital de Patrocínio.

Vai ter boi bumbá e arraial junino

Olha o boi!!! O Circuitinho do Circular, projeto de Educação Patrimonial para Crianças, convidou o Boi Flor da Juventude  do Bairro do Guamá para colorir as ruas da Cidade Velha. O cortejo vai celebrar o patrimônio, as tradições e as manifestações da cultura popular.  A concentração será às 8h30, em frente ao palácio Antônio Lemos, de onde sairá em direção à Praça do Carmo, onde as crianças vão participar de uma oficina de Boi-Bumbá.

Já os moradores da Rua Frei Gil prepararam uma surpresa e convidam a todos para o Arraial do Frei Gil. “Nosso frei ama dançar quadrilha e abençoar a todos. Então venham se divertir com a gente nesse arraial”, convida Paula Petruccelli, uma paraense descendente de italianos, gestora da Tapi-Oka, que mistura tapioca com pupunha.

Das 8h às 16h, vai ter brincadeiras de rua para a criançada como pula pula e ping pong, e para degustar as delícias da Tapi-Óka, Grill burger e  Casa Igá, que também participa desta edição, com um cardápio delicioso. A Portinha também marcará presença com comidas típicas.

Um domingo musical com o Circular Apresenta

A partir das 11h, o Calçadão da Avenida Presidente Vargas, em frente ao Banco da Amazônia, receberá a Banda Na Cuíra, que reúne em seu repertório, música autoral e de intérpretes de artistas consagrados da cena musical paraense e da américa latina. Vamos ouvir e dançar cúmbias, bregas, guitarradas, banguês e carimbos.

O grupo é formado por Armando Mendonça: voz, violino, guitarra baiana; Danilo Rosa: voz, guitarra, banjo; Hamilton Rocha: bateria; Kleyton Silva: voz e guitarra e Lucas: baixo.

Já, a partir das 18h, o grupo Veropa Session também vai colocar todo mundo para dançar, na Praça do Carmo. A  banda traz músicas autorais e instrumentais.  A primeira apresentação rolou no Ver-o-Peso, em 2021, com objetivo de dar início a uma série de ocupações em espaços públicos com música.

Latinidade amazônica e influências da música popular brasileira e internacional, como jazz e funk, formam a banda, composta por Marcelo Cardoso, na bateria de Emanuel Penna, no contrabaixo Dangle Freitas e na Rafael Guerreiro. Juntos eles  fizeram uma sonoridade singular e envolvente.

Novidades e muito mais

Entre as novidades na circulação está a estreia nesta edição do Bazar do MPE (Mulheres Por Elas), um projeto social formado por mulheres desde 2019, que visa distribuir kits de higiene básica para mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica na região metropolitana de Belém. Das  10h às 18h, na Rua Aristides Lobo, 209, vai funcionar o Bazar de novos e usados e recebimento de doações.

Também é novato no circuito o Balata, bar que fica na Rua Carlos Gomes, 241, e que abrirá das 11h às 18h, com degustação que inclui um cardápio deliciosos, com queijo do marajó maçaricado, mini bruschetta de queijo cottage e pesto de chicória,  entre outros. Vai ter Live Painting, com Felipe Moia e Vilson Vicente, reggae com Eddie Pereira e no final da tarde, Saudade com Zezé. Durante o dia todo – Lojinha com produtos autorais e curadoria, carta de drinks e brocas autorais.

Em 2024, o Ateliê Jupati Galeria de Arte Multicultural continua sua programação itinerante e, mais uma vez, estará na Cidade Velha, no Bar do Seu Bené, um espaço tipicamente amazônico localizado na Ladeira do Beco do Carmo. Haverá exposição, bate-papo com o coletivo “Clube Colagem Belém” com a participação dos artistas visuais Galvanda Galvão, Glenda Beatriz, Victor Pamplona, e na hora da broca a culinária caseira e bebidas bem geladas do Bar do Sr. Bené.

Cinema e economia criativa

O Espaço Cultural do Banco da Amazônia estará aberto das 9h às 13h, com a exposição “Ontem nos cinemas: arqueologias fotoafetivas” , tendo às 10h, uma visita guiada pelo curador Adolfo Gomes e com acessibilidade (LIBRAS e audiodescrição). A mostra faz uma  imersão no aparato publicitário dos filmes e a tentativa de recriar a experiência de ir ao cinema na segunda metade do século passado.

Na 51ª Edição do Circular, a Cas’Amazonia Brasil tem o prazer de trazer grandes parceiros para um dia repleto de cultura, arte, lazer, moda, gastronomia e bem-estar. São eles: Tunga Vidya, Prahlada, Saci, Tita Padilha, Seiva e Seringô, Gaudens Chocolate, Cabidê, Varanda Suspensa, Santo Banho, Doze Elos e Nossa Padoca.

Além destes parceiros, a Casa abrirá as portas para receber dois projetos especiais, o Amazon Rain com Petrvs Figueira, Plur, Mama Quilla, Mulambra, MVaz e Tinta Preta Grife e o Hevea com Naisha Cardoso, Da Tribu, Brilho da Mata, Isabela Sales e Etno-confecção Borari – Suraras do Tapajós. A programação da Casa iniciará às 9h com a tradicional aula de Yoga da nossa amiga e professora Tunga Vidya, no salão Galeria

Serviço

O quê: 51ª Edição do Projeto Circular Campina Cidade Velha

Quando: Domingo, 2 de junho de 2024, das 8h às 20h

Onde: Bairros da Campina, Cidade Velha e Reduto, Centro Histórico de Belém

Entrada: Gratuita

Mais informações: projetocircular.org  (https://projetocircular.org/edicoes/51a-edicao/) e @circularcampinacidadevelha

3fbbcb_1a227cbb9af04f55b2c32a59ccf5e611~mv2

Exposição traz fotografias e documentário

5 anos atrás

3fbbcb_c4ec494452734937baffa270ae56622b~mv2

Edital com aditivo e inscrições até domingo

4 anos atrás

4edded_1e2f727b14514847b5fbf28a0db33127~mv2

Visitas em palacetes e cinema de animação

1 ano atrás

3fbbcb_2e90585e5d124abf9af651231215bff9~mv2

Revista Circular chega a 7ª publicação digital

4 anos atrás

3fbbcb_5f8475eb5b2447e5b9872395c0cf37bd~mv2

Carta do 2º Fórum on line para assinaturas

5 anos atrás

KAMARA KO GALERIA - foto Nathália Almeida

46a edição no primeiro domingo de agosto

11 meses atrás

Assine nossa news e receba todas as novidades sobre o Projeto Circular