Pesquisar
Close this search box.

46a edição no primeiro domingo de agosto

A 46ª edição do Circular Campina Cidade Velha neste domingo, 6 de agosto, estará com mais de 30 espaços culturais abertos nos bairros da Cidade Velha, Campina e Reduto, com atrações vão da gastronomia à música, do passeio histórico à aula aberta, passando ainda por encontros de desenhistas, rodas de conversa. Tudo das 8h às 20h. A programação completa pode ser conferida no site projetocircular.org e pelas redes sociais do projeto @circularcampinacidadevelha

Nesta edição, o Circular Apresenta traz o show do Pandeiro Livre, no palco montado no calçadão da Av. Presidente Vargas, em frente ao Banco da Amazônia. Na parte interna, no Espaço Cultural da instituição, o público também pode conferir, a partir das 9h, a 3ª Mostra Cultural dos Empregados do Banco da Amazônia, que traz como tema “A diversidade dos Povos Amazônicos”.

A ação conta com três bate-papos. Às 9h, com a Curadora Vânia Leal e a artista Laura Santos (GEPAC). A partir das 10h, com a Curadora Elaine Oliveira e com o artista Rogério Batista (GEREN e, a partir das 11h, com o artista Alexandre de Azevedo (GEREN), na categoria Artes Visuais.

A programação na praça do Carmo começa cedo, com a terceira edição do Circuitinho, o projeto de educação patrimonial do Circular pensado para crianças a partir de 5 anos de idade, acompanhadas pelos pais. A concentração do passeio será às 9h na Praça do Carma. Desta vez, os pequenos vão conhecer a história da praça situada no bairro da Cidade Velha. A narrativa é da profª e Geógrafa: Magaly Caldas, que será acompanhada pela intérprete de LIBRAS Leilane Felipe.

O percurso se estenderá numa visita guiada ao Fórum Landi para conhecerem a Maquete de Belém. No final, o público mirim vai ainda se divertir com a apresentação do espetáculo “Caixa Fabulosa de Palavras”, com a atriz e contadora de histórias Ester Sá.

Novidades desta edição

Entre as novidades da edição 46 estão novos parceiros. Para quem ainda não sabe, o Espaço Cultural Apoena também está com uma versão Casa, no bairro da Cidade Velha. A Casa Apoena inaugurou há pouco mais de uma semana e abre neste domingo, 6, desde às 9h e vai até à noite, com feirinha criativa, bate papo, lançamento de livro e muita música. O espaço fica na rua São Boaventura, próximo ao Mercado do Porto do Sal (onde era o Rebujo).

Conheça também o Casarão Mairí (Rua ngelo Custódio, 107), que oferece opções para quem é apaixonado por arte, cultura, música, celebração, amigos e união com uma programação diversificada. Durante todo o dia, pode-se apreciar a exposição de histórias em quadrinhos, trazendo a história do nome “Mairí”.

Outra novidade é o retorno das expedições históricas com o professor Michel Pinho. Nesta edição, ele fará uma aula aberta sobre o bairro da Campina, saindo às 8h15, pontualmente, da frente da igreja das Mercês, bem ao lado do Mercedários UFPA.

Também estará nesta edição, o Museu Casa Francisco Bolonha, que neste domingo, 6, vai abrir das 9h às 13h, com visitas guiadas de hora em hora. Localizado no complexo “Memorial dos Povos”. De arquitetura no início do século XX, possui estilo eclético, com elementos art-noveau, neoclássicos, góticos e barrocos, sendo a cobertura feita à la masard, com telhas de ardósia.

O prédio oferece 02 pavimentos para visitação pública. No primeiro, está a área social com as salas de almoço, jantar e de música, hall de entrada, hall de azulejos e banheiro social. E no segundo, a área íntima com os quartos de vestir de Francisco Bolonha e de sua esposa, Alice.

Expedição Typográfica e Arquitetura Raio que o Parta

Os artistas do Neon Light Studio disponibilizarão também durante todo o evento uma proposta com a disponibilização de flash tattoos também de temáticas amazônicas, disponibilizando para a galera tatuar artes na pele que são verdadeiras obras-primas. Também ao longo do dia estarão expostos artesanatos produzidos por originários de povos indígenas, proporcionando um mergulho na cultura e tradições milenares.

Também haverá uma Expedição Tipográfica, cuja concentração será às 8h no Canto Cowork (localizado no ed. Manoel Pinto da Silva), iniciando com palestra e depois a saída que levará os participantes à paisagem tipográfica da cidade. A visita guiada seguirá por diferentes locais de Belém, onde a tipografia tem um papel importante e encerrará às 11h no mesmo local de partida, com uma roda de conversa.

Em clima de comemoração do dia do patrimônio histórico que ocorre no dia 17 de agosto, o Espaço Valmir Bispo Santos convida o público à programação, das 9h às 16h, numa iniciativa realizada em parceria com o Ateliê Jupati Galeria de Arte Multicultural e a Toró Gastronomia.

Além da exposição “Raio-Que-o-Parta: Cacos e Cores No Pará”, do coletivo Rede Raio-Que-O-Parta, das 10h às 12h, será exibido o curta metragem “Um Céu Partido ao Meio”, da artista visual Danielle Fonseca e haverá bate papo: “O Patrimônio Moderno Popular” . Em seguida tem almoço 100% amazônico com Toró Gastronomia Sustentável, encerrando com o show com a banda Nota Alta. Durante todo o dia tem a tradicional Feirinha Criativa com novos parceiros de Belém e do Marajó.

Arte, ocupação artística e encontro de desenhistas

Entre outras dicas interessantes, também destacamos a ocupação artística dos artistas Miguel Chikaoka e Alexandre Sequeira, na Kamara Kó Galeria. A partir de experimentações desenvolvidas por ele ao longo das últimas décadas, o espaço será convertido em um laboratório de interação e reflexão sobre a imagem e sua potência em promover respostas para as inquietações que atravessam nosso presente. Das 10h às 17h, na Frutuoso Guimarães, 611.

O Urban Sketchers também está na edição e vai promover novo encontro, desta vez, em frente ao Forte do Castelo. O ponto de encontro dos desenhistas será na área arborizada do lado direito do Pórtico de entrada do Forte, às 16h. A partir deste horário a escolha do tema a ser desenhado é livre. Às 18h o evento encerra com sessão de fotos oficiais e o sorteio de um sketchbook! Levar a garrafinha cheia de água e, se precisar, uma sombrinha e protetor solar! Espera-se um dia quente, cheio de sol!

No Espaço Gastronômico Pimenta na Cuia, também na Cidade Velha, além de boa comida também há arte. O artista plástico Simões expõe A Pele da Cor em Resumo, onde apresenta algumas obras da mostra premiada A Pele da Cor Expandida.

Mais de 30 espaços na edição

É muita coisa para ver e fazer. Também estão na edição os restaurantes Dona Joana , na Campos Sales (Campina), Bar e restaurantes Nosso Recanto (Praça do Carmo), Rubão (Tv. Gurupá) e Amazônia Artesanal (próxima à Igreja da Sé). Entre os espaços criativos, abrem também as portas, a Fotoativa (na praça das Mercês), o Casarão do Boneco, a Assembleia Paraense, Casa Igá, Cas’Amazonia, Centro cultural da justiça eleitoral – CCJE, Comitê Arte pela Vida (Mercado Francisco Bolonha), Mironga Bar e Purão Vegano, na Campina.

Na Cidade Velha também abrem a Casa Soma Cultural, a Confraria do Fraga, o Corredor Guaymiaba e os museus do complexo Feliz Lusitânia. Ainda no Reduto tem Antonieta Hostel, Café e Bistrô , Casa do Fauno, Espaço Vem, Memorial Padre Bruno Sechi e Vila Prana.

3fbbcb_8ee206f933bf40ff896e9723dae9aed3~mv2

Pavulagem realiza segunda edição do arrastão virtual

3 anos atrás

4edded_50d14385ea3c4d799c18f3b9d3ce3d54~mv2

Circuitinho histórico para crianças no 43º Circular

1 ano atrás

3fbbcb_9c6c64e0f4944d05a390e0dfb437d8b8~mv2

Carnaval de Igarapé-Açu entra no circuito digital

3 anos atrás

3fbbcb_d66b52656ef54783abf313b06a465be9~mv2

SIM teve mais visitantes nos museus em 2019

4 anos atrás

4edded_c2dddabf50484ce0a4c3f06180c0fc34~mv2

45o Circular com novidades e clima junino

11 meses atrás

IMG_4570

Circular realiza edição extra com o MICBR 2023

5 meses atrás

Assine nossa news e receba todas as novidades sobre o Projeto Circular